Como tornar a Construção Civíl uma Atividade Sustentável




A construção civil é a atividade humana que mais gera resíduos. De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE), cerca de 60% de todo o resíduo sólido gerado no Brasil tem origem em construções e demolições, o que equivale a mais de 45 milhões de toneladas ao ano.


Segundo a Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição (ABRECON), apenas 20% do resíduo de construção civil (RCC) gerado no Brasil é reciclado, o que representa um grande potencial ainda não explorado.


Tornar o que outrora era resíduo (RCC) em matéria prima por meio da transformação do mesmo em agregado (semelhante a brita), além de reduzir o custo da obra significativamente, também torna o processo de construção mais SUSTENTÁVEL, já que a aquisição deste material em substituição à brita economiza recursos minerais virgens, evitando a extração mineral e diminuindo o impacto da atividade no meio ambiente.


Cabe neste ponto ressaltar que o incorporador e/ou construtora são sempre responsáveis legais pelo resíduo gerado na obra, portanto, é imprescindível buscar empresas habilitadas com experiência na área de gerenciamento de resíduos à frente desse processo, de forma a garantir que todas as normas legais sejam cumpridas.


O Grupo Atuação Ambiental, há mais de quinze anos no mercado, desenvolve INCORPORAÇÃO DE RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO CIVIL em uma área de transbordo e triagem (ATT) própria, por meio da transformação do RCC em matéria prima (agregado em substituição à brita) ou processando o resíduo para utilizar na fabricação de tijolos de concreto e blocos intertravados que podem ser utilizados na obra, reduzindo assim o custo com aquisição de materiais e garantindo um empreendimento mais sustentável.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square